Os felizardos usuários das cidades  de São Paulo, Santos, Ribeirão Preto, Sorocaba ou Campinas que possuam os planos Power (500 Kbps) ou Turbo (1 Mbps) e que aceitarem-utilizar o Speedy por pelo menos 1 ano e pagar uma multa de 299 reais se deixar de ser cliente antes desse período poderão mudar para a velocidade de 2 Mbps (se houver viabilidade técnica) sem custos extras por isso.

A Telemar, que reajusta seus planos anualmente, até o momento não assinala no nordeste de fazer um upgrade nos pacotes, quanto mais fazê-lo sem custos adicionais para os clientes atuais, muito mal eles conseguem ampliar a sua rede de usuários.

A cidade de Parnamirim/RN se animou com a notícia de que o serviço de banda larga Velox chegaria, porém ficou decepcionada, pois a oferta se limitou ao centro da cidade e, mesmo que você more no centro hoje, não conseguirá a instalação e recerá a resposta padrão de ainda não existir viabilidade técnica. Diga-se de passagem, os sortudos que possuem o serviço foi a custo de molhar a mão de alguém para conseguir o serviço, o conhecido jeitinho brasileiro.

Não tenho ambições de que a Telemar e o seu serviço de banda larga Velox cheguem ao nível da Telefónica, mas gostaria algum dia que a Telemar conseguisse sair do lamaçal de ter sido monopolista e se tornar um pouco mais competitiva apesar das vantagens que possui.

Fonte: Blog Infowester

Anúncios