Será que estou sendo drástico de mais usando a palavra em africânder “Apartheid” para falar dos valores cobrados pelo serviço de Banda Larga da “Tele-marmota”, o Velox? Talvez não!!!

É impossível imaginar outra resposta que não seja realmente uma segregação regional, pois como então explicar, que pelo mesmo serviço, uma região pague 4X mais do que a outra?

Se algumas empresas não têm competência para globalizar os estados que dirá o mundo.

Os estados do Rio de Janeiro e Minas Gerais contam com o serviço Velox com velocidades começando em 1MB até 8MB, com os preços variando entre R$62,90 até R$199,90.

Mas, a disparidade pode ocorrer também no interior desses mesmos estados, quando as velocidades continuam sendo de 300 Kb a 1Mb, variando o valor em real de R$62,90 a R$149,90, não-havendo nem a correspondência de preços apenas pela troca do pacote por um mais rápido.

Todos os estados do norte e nordeste sofrem por dois motivos:

1 – Quando existe o serviço, não atende a todos e com velocidades baixas e defasadas; e

2 –  Os preços estratosféricos em relação a outros estados globalizados.

Quando será que essa empresa irá crescer em estatura?

Fonte:wagnercruz,oconsultor
Text Link Ads

Anúncios